Húsavík, a capital da Europa para observação de baleias

por Nuno Madeira
Húsavík, o ponto de partida para observar baleias | Diário do Viajante

Húsavík é uma pequena cidade no município de Norðurþing, norte da Islândia, nas margens da baía Skjálfandi.

Tem pouco mais de 2.800 habitantes e é conhecida como a capital da Europa de atividades de observação de baleias. A construção mais icónica da cidade é sem dúvida a igreja Húsavíkurkirkja, construída em 1907.

A sua maior fonte de rendimento vem do turismo e da pesca, tendo sido até à pouco tempo o porto de exportação da sílica extraída do Lago Mývatn.

De acordo com o Landnámabók (“O Livro da Colonização”), Húsavík foi o primeiro lugar na Islândia a ser colonizado por um homem nórdico. O sueco Viking Garðar Svavarsson estabeleceu-se nesta zona onde ficou durante um inverno, por volta do ano 870 d.C.

Quando deixou a ilha, na primavera de 870, deixou um homem chamado Nattfari e dois escravos, um homem e uma mulher, ficando estes com a tarefa de construir e cuidar de uma herdade.

Húsavík, o ponto de partida para observar baleias | Diário do Viajante

O nome da cidade significa “Baía de Casas”, provavelmente referindo-se à herdade de Garðar que poderá ter sido a única casa existente na Islândia nessa altura.

Húsavík tornou-se um autêntico centro de observação de baleias na Islândia, muito por culpa das diversas espécies de baleias que entram na baia com frequência.

Depois de um curto passeio pela cidade, até porque não é muito extensa, escolhi a North Sailing para realizar o passeio de observação de baleias. Já tinha realizado um passeio semelhante na Escócia, em 2008, mas são experiências sempre diferentes e enriquecedoras.

Húsavík, o ponto de partida para observar baleias | Diário do Viajante
Húsavík, o ponto de partida para observar baleias | Diário do Viajante

Eu optei pelo Húsavík Original Whale Watching que é realizado de 1 de Março a 15 de Dezembro, e tem cerca de 3 horas de duração. O pior mesmo é o preço, mas se estão a planear uma viagem à Islândia já deverão ter percebido que tudo na Islândia é caro, muito caro. Um adulto terá que desembolsar cerca de 80 euros, as crianças dos 7 aos 15 cerca de 30 euros e as que tiverem menos de 7 anos, não pagam.

ESTE ARTIGO TAMBÉM PODE INTERESSAR  Casal Novo em Xisto Velho

Ainda sobre o passeio, é altamente recomendado o uso de roupa quente. Eu fiz o passeio num dia ensolarado, embora de muito frio, e o facto de não ter colocado qualquer creme protetor, fez-me sair do barco quase com bronze de verão. O facto de nos encontrarmos muito próximos do Círculo Polar Ártico, tem destas coisas.

No entanto a North Sailing tem muito mais opções de passeios que poderão consultar na página oficial da empresa.

Eu fiz o passeio no Garðar, uma embarcação de madeira com capacidade para 146 passageiros e a viagem começou como terminou, com um mar bastante calmo.

Húsavík, o ponto de partida para observar baleias | Diário do Viajante
Húsavík, o ponto de partida para observar baleias | Diário do Viajante

Nestes passeios existe sempre um Guia de Observação de Baleias que orienta os passageiros. Até à primeira observação ainda demorou algum tempo, mas tendo em conta que os operadores turísticos têm uma taxa de observação acima dos 90%, esperei que fosse apenas uma questão de tempo até ao primeiro avistamento.

A Guia, para além de orientar os passageiros para os avistamentos, explica também algumas características de cada uma das espécies mais vistas naquela área. Poderão encontrar ainda muita informação na página da North Sailing.

A espécie de baleia mais observada é a Baleia Jubarte que consegue permanecer submersa até 7 minutos de cada vez, embora consiga ficar muitas vezes por mais tempo. Uma característica que facilmente identifica esta espécie é o levantar da barbatana antes de mergulhar, revelando o distintivo padrão preto e branco.

ESTE ARTIGO TAMBÉM PODE INTERESSAR  Hverfjall, o vulcão adormecido há 2500 anos
Húsavík, o ponto de partida para observar baleias | Diário do Viajante
Húsavík, o ponto de partida para observar baleias | Diário do Viajante
Húsavík, o ponto de partida para observar baleias | Diário do Viajante

É sem dúvida a melhor experiência que poderão realizar em Húsavík, e dificilmente encontrarão outro lugar no mundo onde poderão fazer observação de baleias num barco totalmente elétrico, sim, isso mesmo, e silencioso.

A pegada ambiental é uma das preocupações da empresa e o facto dos barcos serem silenciosos, fazem com que se consigam aproximar ainda mais das baleias no seu habitat natural.

Mas a North Sailing não é a única empresa a realizar este tipo de passeio, pelo que poderão avaliar alternativas através do TripAdvisor.

Húsavík, o ponto de partida para observar baleias | Diário do Viajante
Húsavík, o ponto de partida para observar baleias | Diário do Viajante
Húsavík, o ponto de partida para observar baleias | Diário do Viajante
Húsavík, o ponto de partida para observar baleias | Diário do Viajante

Na cidade poderão ainda visitar o The Húsavík Whale Museum onde foi adicionado recentemente à exposição um impressionante esqueleto de uma Baleia Azul, o maior mamífero conhecido até à data, em tamanho real, ou também o The Exploration Museum, este último que conta a história da exploração humana e onde poderão encontrar um monumento homenageando os astronautas da Apollo que treinaram em Húsavík durante a década de 1960.

Por fim, podem ainda visitar o Civic Museum for Culture and Biology, que entre outras coisas, tem na sua exposição um urso polar empalhado e barcos antigos, testemunhando a história de navegação na Islândia.

Infelizmente não consegui visitar nenhum destes espaços porque tinha uma viagem ainda longa pela frente, mas estes locais são altamente recomendados para completar um dia nesta pequena cidade do norte.

Húsavík, o ponto de partida para observar baleias | Diário do Viajante
Húsavík, o ponto de partida para observar baleias | Diário do Viajante

Localização de Húsavík

Coordenadas Google Maps: 66.045178, -17.344011 | abrir Google Maps
Coordenadas GPS: 66° 2’42.64″N 17°20’38.44″W

2 comentários

Publicações semelhantes

2 comentários

Filipe Morato Gomes 5 Setembro 2018 - 20:52

Olá Nuno, dentro de menos de três semanas lá estarei na Islândia… a ver se consigo passar em Husavik (obrigado pela sugestão).
Abraço.

Responder
Nuno Madeira 6 Setembro 2018 - 8:37

Olá Filipe, não me importava nada de lá voltar para breve. Para mim, que sou fã de natureza no estado puro, foi das viagens mais enriquecedoras nesse sentido, e tenho a certeza que irá tirar partido disso tendo em conta a sua experiência nestas andanças. Não queria deixar de dar os parabéns, mais uma vez, pelo excelente blog Alma de Viajante que já consultei em diversos momentos. Este blog surgiu numa situação muito semelhante à que passou em 2003. Abraço e continuação de grandes aventuras!

Responder

Deixar um comentário

Envie este artigo a um amigo