Seljalandsfoss, nascente no vulcão Eyjafjallajökull

por Nuno Madeira
Islândia: Seljalandsfoss, que nasce no glaciar do vulcão Eyjafjallajökull | Diário do Viajante

Seljalandsfoss está localizada na região sul da Islândia, entre Selfoss e Skógafoss, a cerca de 120 km de Reykjavik.

É facilmente visível para quem circula na Ring Road (Route 1) no sentido Oeste – Este, mas se circulares em sentido oposto, a cascata está meio escondida, ficando visível e acessível através da Road 249, em direção a Norte.

A cascata Seljalandsfoss é uma das mais conhecidas e visitadas na Islândia. Com cerca de 60 metros de altura, faz parte do rio Seljalands que tem a sua nascente no glaciar do vulcão Eyjafjallajökull.

Pensa-se que antigamente este era o antigo litoral da Islândia, e que a água proveniente do glaciar caia sobre os penhascos diretamente para o oceano, que agora está recuado.

Islândia: Seljalandsfoss, que nasce no glaciar do vulcão Eyjafjallajökull | Diário do Viajante

O que diferencia esta cascata relativamente a qualquer outra, é a possibilidade de podermos caminhar por trás da cortina da queda de água. Dizem que é uma das poucas cataratas no mundo em que é possível fazer isto.

A pequena caverna que se formou por trás da cortina de água deveu-se à erosão gerada ao longo dos tempos.

Mal chegamos ao parque de estacionamento, a visão é de tirar o fôlego pela beleza que é.

Visitei este local pela manha, saído de Skógafoss em direção a Reykjavik , e quando cheguei o tempo estava coberto de nuvens, embora não estivesse a chover. Com sol as fotos teriam ficado certamente muito melhor, mas não me posso queixar porque quando me preparava para vir embora, as nuvens deram tréguas e abriram por uns minutos.

ESTE ARTIGO TAMBÉM PODE INTERESSAR  Godafoss, a cascata dos Deuses

O contraste entre o azul do céu e o verde incrível da relva era fantástico, já para não dizer daquela queda de água mesmo à frente.

Este local é perfeito para um pic-nic em dias ensolarados de verão, ou simplesmente para usarmos alguns minutos da nossa vida a contemplar tão bela imagem que a natureza nos proporciona. Os bancos de madeira que se encontram de frente para a cascata para alguma coisa são.

Islândia: Seljalandsfoss, que nasce no glaciar do vulcão Eyjafjallajökull | Diário do Viajante

Estar perto da base da cascata e olhar para cima, é algo de fantástico. O único som é o da água a bater estridentemente no pequeno lago que se forma na base e depois corre em direção a Sul, ao oceano.

Islândia: Seljalandsfoss, que nasce no glaciar do vulcão Eyjafjallajökull | Diário do Viajante

No caso de tentares dar a volta por trás da cascata, convêm ir bem protegido porque o spray da cascata vai ser muito e vai molhar de certeza. Foi o que me aconteceu, e fiquei inclusive preocupado por causa da câmara.

O chão também pode estar bastante escorregadio e com lama, por isso é recomendável usar um bom calçado.

Em dias de sol, há uma grande probabilidade de se conseguir fotografar o arco-íris, mas infelizmente não foi o meu caso.

Depois de admirar por fora os vários ângulos da cascata, subi as escadas do lado esquerdo para tentar dar a volta por trás. Mesmo com muita água pelo ar, é uma experiência indescritível com o som da água a ecoar nas paredes escavadas pela erosão.

ESTE ARTIGO TAMBÉM PODE INTERESSAR  Hengifoss, 128 metros de altura rodeada por basalto

Acabei por não dar a volta completa porque o chão estava bastante escorregadio. Um passo em falso e a coisa poderia não correr muito bem. Convém saber que durante os meses de inverno este trilho é fechado, por questões de segurança, devido à queda de gelo.

Descobri inclusive que há pouco tempo uma pequena derrocada obrigou as autoridades a fecharem o local durante uns tempos até terem garantido a segurança dos visitantes.

Islândia: Seljalandsfoss, que nasce no glaciar do vulcão Eyjafjallajökull | Diário do Viajante
Islândia: Seljalandsfoss, que nasce no glaciar do vulcão Eyjafjallajökull | Diário do Viajante
Islândia: Seljalandsfoss, que nasce no glaciar do vulcão Eyjafjallajökull | Diário do Viajante
Islândia: Seljalandsfoss, que nasce no glaciar do vulcão Eyjafjallajökull | Diário do Viajante

Um pouco mais a Oeste da Seljalandsfoss há várias outras quedas de água, entre elas a Gljufrabui que quase fica escondida pelo próprio desfiladeiro.

A Seljalandsfoss, juntamente com Skógafoss, estão normalmente incluídas no Golden Circle (Circulo Dourado), a rota turística mais popular na Islândia, que inclui a área geotérmica Geysir, cascata Gullfoss e o Parque Nacional Thingvellir.

Estes talvez sejam os locais mais populares entre os turistas pela proximidade a Reykjavik, e pela diversidade e espetacularidade que apresentam.

Islândia: Seljalandsfoss, que nasce no glaciar do vulcão Eyjafjallajökull | Diário do Viajante
Islândia: Seljalandsfoss, que nasce no glaciar do vulcão Eyjafjallajökull | Diário do Viajante
Islândia: Seljalandsfoss, que nasce no glaciar do vulcão Eyjafjallajökull | Diário do Viajante
Islândia: Seljalandsfoss, que nasce no glaciar do vulcão Eyjafjallajökull | Diário do Viajante

Localização de Seljalandsfoss

Coordenadas Google Maps: 63.6156232,-19.9885688 | abrir Google Maps
Coordenadas GPS: 63°36’56.2″N     19°59’18.9″W

0 comentário

Publicações semelhantes

Deixar um comentário

Envie este artigo a um amigo