Conduzir na Islândia: Dicas e Regras

por Nuno Madeira
Conduzir na Islândia: Dicas e Regras | Diário do Viajante

Conduzir na Islândia não é muito diferente de conduzir noutros países, no entanto, há algumas particularidades a ter em consideração. A grande maioria dos que visitam a Islândia optam por alugar um carro mas as condições na região são muitas vezes incomuns e muitas vezes bastante diferentes do que normalmente se está acostumado.

As paisagens que vais cruzar são deslumbrantes e muitas vezes roubam a atenção ao condutor, mas há que percorrer a ilha e aproveitar ao máximo sem colocar ninguém em risco.

A Carta de Condução de Portugal é válida na Islândia não sendo necessário qualquer outro documento adicional.

Para alugar um carro, tal como acontece noutros países, é necessário ter mais que 25 anos de idade, carta de condução válida há mais de um ano, e cartão de crédito em nome do condutor.

É muito importante ter em atenção que existem proibições de condução em algumas zonas da ilha. Em algumas estradas (F-Roads) apenas os veículos 4×4 poderão circular, e existem ainda outras em que a circulação de qualquer veículo alugado é proibida (existe sinalização vertical a informar).

Este é um fator muito importante no momento de decidir alugar um veículo. Quando estive na Islândia circulei num 4×4 e passei em várias estradas com rios pelo meio, situação que com um carro citadino é impossível de fazer.

O aluguer de um veículo na Islândia é muito caro, e só para terem uma ideia, uma semana de aluguer pode muito bem chegar aos 1.000 € para um veículo 4×4.

Algumas (das muitas) empresas de aluguer de carros na Islândia:

Conduzir na Islândia: Dicas e Regras | Diário do Viajante

Animais junto à estrada

Na Islândia, por ser um país maioritariamente rural, vais cruzar-te certamente com animais ao longo da viagem.
A grande maioria deverão ser ovelhas, mas também existem muitos cavalos que poderão cruzar-se no caminho.

Conduzir na Islândia: Dicas e Regras | Diário do Viajante

Estradas de gravilha, lombas e curvas sem visibilidade

Um dos locais mais frequentes para acidentes nas zonas mais afastadas das cidades é a mudança do pavimento de alcatrão para gravilha. Os condutores normalmente não adequam a velocidade para esta transição e perdem muitas vezes o controlo do veículo.

A gravilha solta nas bermas das estradas também já provocou um grande número de acidentes.

Ao conduzir em estradas de gravilha, muitas vezes estreitas, é importante redobrar a atenção e adequar a velocidade à situação, principalmente quando se aproxima outro veículo em sentido contrário.

Outros fatores a ter em atenção são as inúmeras lombas e curvas sem visibilidade que se podem tornar muito perigosas, e devem ser sempre abordadas com cautela, e o mais à direita possível.

Conduzir na Islândia: Dicas e Regras | Diário do Viajante

Limites de velocidade

O limite de velocidade em áreas urbanas é normalmente de 50 km/h. Em algumas estradas poderá circular a 60 km/h e em zonas residenciais a velocidade poderá ser limitada a 30 km/h, mas em qualquer dos casos existe sinalização vertical a indicar.

Outra questão a ter em atenção é o limite fora das áreas urbanas onde em muitos locais poderá encontrar estrada de gravilha. Neste caso o limite de velocidade é de 80 km/h mas se forem estradas de alcatrão, então o limite será o mesmo de Portugal fora das localidades, ou seja, os 90 km/h.

Existem vários radares espalhados nas estradas principais da ilha e a policia não facilita no que respeita ao excesso de velocidade. As multas podem facilmente ultrapassar as centenas de milhares de ISK, e o facto de não residires no país não quer dizer que depois não tenhas que a pagar quando já estiver de volta ao país de residência.

Há que ter em conta que a grande maioria da sinalização, e da limitação de velocidade, tem muito a ver com o piso e as condições do mesmo, pelo que é recomendado cumprir para não seres apanhado de surpresa já que, tanto as condições climatéricas, como as condições do terreno, podem mudar repentinamente.

ESTE ARTIGO TAMBÉM PODE INTERESSAR  O clima e a geografia em Myanmar
Conduzir na Islândia: Dicas e Regras | Diário do Viajante

Regras a cumprir

  • Tal como em qualquer outro país, não é permitido conduzir sob o efeito de álcool ou drogas.
  • É obrigatório que os faróis estejam ligados, seja dia ou noite.
  • É obrigatório o uso de cinto de segurança.
  • É proibido o uso do telemóvel enquanto se conduz (o sistema mãos-livres é permitido).
  • É proibido conduzir fora das estradas. Para além de ser perigoso, pode criar danos irreparáveis à vegetação.

Outras informações importantes a ter em consideração

  • Se estiveres envolvido num acidente, resultado de um comportamento de risco da tua parte, como excesso de velocidade ou conduzir sob o efeito de álcool ou drogas, pode fazer com que sejas acusado de homicídio. Além disso, as seguradoras podem exigir o pagamento de qualquer dano do qual possas ser responsável.
  • No verão, como existe muita claridade, os condutores podem não estar cientes do efeito de cansaço e devem criar momentos de descanso tendo atenção às horas de condução.
  • Sempre que possível, enche o depósito do carro. É relativamente fácil encontrar estações de serviço, mesmo nas localidades mais pequenas, mas normalmente só funcionam das 8h às 20h, ou o mais tardar até às 23h. Depois disso só usando cartão de crédito nas que tiverem opção de self-service. (os preços do combustíveis são um pouco superiores aos praticados em Portugal, cerca de 1,60 € por litro).
  • Existem muitas lombas e curvas sem visibilidade. Reduz sempre a velocidade nestes pontos críticos.
  • É recomendável a compra de um mapa de estradas atualizado porque imprevistos acontecem e os equipamentos eletrónicos também falham.
  • Apenas existe uma portagem na Islândia, no túnel da zona noroeste da ilha, em Hvalfjordur. A passagem (à data de Março de 2017) é cerca de 1.000 ISK para veículos com menos de 6 metros de comprimento, o que corresponde a cerca de 8 euros.
Conduzir na Islândia: Dicas e Regras | Diário do Viajante

A Direção de Trafego Rodoviário da Islândia www.drive.is produziu um vídeo que se intitula “Como conduzir na Islândia”, que descreve a maioria dos pontos mencionados neste texto.

2 comentários

Publicações semelhantes

2 comentários

Rui Rosa 24 Agosto 2018 - 12:01

Bom Dia
Sou o Rui e sou um doido por viajar
Estou a pensar ir á Islândia em Setembro e diga-me se vale a pena marcar dormida ou será fácil arranjar onde pernoitar.
Já a viajem terá de ser com uma escala prolongada
Muito Obrigado

Responder
Nuno Madeira 24 Agosto 2018 - 13:25

Olá Rui. Na minha viagem, realizada nos meses de junho e julho, acampei todas as noites mesmo tendo apanhado uma ou outra noite com alguma chuva fraca. Optei por acampar porque para além de existirem muitos parques de campismo em toda a Islândia, acabou por ser também muito mais barato. Mas isto depende sempre muito da altura do ano e da “disponibilidade” para fazeres isso. Na Islândia existem alojamentos mas para além de não serem muitos, principalmente fora de Reykjaviksão, são mais caros que cá (até porque muitos são hoteis). Eu sugiro uma pesquisa antecipada pelos locais onde tencionas passar para perceberes a quantidade e disponibilidade dos alojamentos, mesmo que não faças já reservas. Eu por ter acampado todos os dias apenas tive que adquirir um cartão de campista por 99€ que me deu acesso a todos os parques e me fez poupar muito mesmo. Recomendo o site Inspired by Iceland para mais informações sobre alojamento 🙂

Responder

Deixar um comentário

Envie este artigo a um amigo