Santuário de Nossa Senhora da Peneda

por Nuno Madeira
Parque Natural Peneda-Gerês, Nossa Senhora da Peneda | Diário do Viajante

O Santuário de Nossa Senhora da Peneda, em Arcos de Valdevez, freguesia de Gavieira, foi construído a partir de finais do século XVIII, tendo sido a igreja terminada em 1875 segundo a data inscrita numa coluna existente no cimo da escadaria que lhe dá acesso.

Conheci pela primeira vez este local ainda muito novo, na minha primeira viagem pelo Parque Natural Peneda-Gerês, não propriamente pela sua longa escadaria, ou melhor, o escadório das virtudes, mas sim pela subida até uma lagoa, a noroeste do santuário, que poucos parecem conhecer, mas já lá vamos.

Neste local julga-se ter existido uma pequena ermida construída para lembrar a aparição da Nossa Senhora da Peneda, motivando depois a construção do santuário. No largo triangular situavam-se os dormitórios para os peregrinos, hoje transformado em hotel, e tem como símbolo inconfundível o escadório das virtudes, a sul, com estátuas representando a Fé, Esperança, a Caridade e a Glória, datadas de 1854 pelo mestre Francisco Barreiros.

Com cerca de 300 metros, o escadório das virtudes contém cerca de 20 capelas com as cenas da vida de Cristo (Natividade e Paixão). Algumas delas com o seu interior recuperado há muito pouco tempo, e outras fechadas, provavelmente devido à deterioração do seu interior. Ao fundo da escadaria, numa praça circular, pode encontrar-se um pilar oferecido pela rainha Maria I de Portugal.

ESTE ARTIGO TAMBÉM PODE INTERESSAR  Açores: Top10 a não perder em São Miguel
Parque Natural Peneda-Gerês, Nossa Senhora da Peneda | Diário do Viajante

Diz a lenda da Peneda que a Senhora da Peneda terá aparecido a 5 de Agosto de 1220, sob a forma de uma pomba branca, a uma criança que guardava algumas cabras, dizendo-lhe para pedir aos habitantes para edificarem naquele lugar, uma ermida. A criança contou aos seus pais, mas estes não acreditaram no que a criança teria visto. No dia seguinte, e no mesmo local, voltou a aparecer mas sob a forma da imagem que hoje existe no santuário, pedindo à criança desta vez para ir ao lugar de Roussas, a norte, para pedir que ali levassem uma mulher com os membros paralisados há 18 anos, de nome Domingas Gregório, que, ao chegar perto da imagem, recuperou os movimentos.

Mas não foi apenas a grandeza do escadório das virtudes, das capelas, ou até mesmo o zig-zag da escadaria até à igreja que marcaram a minha primeira visita ao local, mas sim a subida a uma lagoa, ou o que já foi em tempos uma lagoa. Neste momento através do Google Maps é possível visualizar essa lagoa, que agora mais parece uma represa devido a um muro a sudeste, mas sinceramente, não me recordo de ver o muro da represa na altura. Recordo-me sim de ver apenas uma enorme pedra arredondada no meio daquela grande lagoa, depois de uma subida de vários minutos sob um calor intenso de verão.

ESTE ARTIGO TAMBÉM PODE INTERESSAR  Buracas de Casmilo

Na minha última visita a este local, já depois da época alta e com poucos turistas ou curiosos, tentei lembrar-me onde se inicia a subida, e procurei inclusive na internet alguma informação sobre este percurso, mas sem sucesso. Acabei por questionar uma senhora muito simpática de uma das poucas lojas de recordações no largo, que me informou muito amavelmente que a subida era feita pela parte de trás da igreja.

Mas tendo em conta a hora tardia já não seria recomendado fazer a subida porque ainda seriam necessários 30 a 45 minutos para subir, e já não faltava muito para começar a escurecer. Não foi desta, mas um dia gostaria de voltar a subir. É provável que não encontre a imagem que me maravilhou enquanto criança da primeira vez que ali fui, mas que foi algo que me marcou, isso foi.

Para finalizar, fica a indicação da data que atrai mais peregrinos e curiosos a este local, que é a primeira semana de Setembro, quando tem lugar o grande arraial popular.

Parque Natural Peneda-Gerês, Nossa Senhora da Peneda | Diário do Viajante
Parque Natural Peneda-Gerês, Nossa Senhora da Peneda | Diário do Viajante
Parque Natural Peneda-Gerês, Nossa Senhora da Peneda | Diário do Viajante
Parque Natural Peneda-Gerês, Nossa Senhora da Peneda | Diário do Viajante
Parque Natural Peneda-Gerês, Nossa Senhora da Peneda | Diário do Viajante
Parque Natural Peneda-Gerês, Nossa Senhora da Peneda | Diário do Viajante
Banner TOP10 Parque Natural Peneda-Gerês | Diário do Viajante

Localização do Santuário da Nossa Senhora da Peneda

Coordenadas Google Maps: 41.973916, -8.223048 | abrir Google Maps
Coordenadas GPS: 41° 58′ 26.098″ N     8° 13′ 22.973″ W

0 comentário

Publicações semelhantes

Deixar um comentário

Envie este artigo a um amigo