Godafoss, a cascata dos Deuses

por Nuno Madeira
Islândia: Godafoss, a catarata dos Deuses | Diário do Viajante

Godafoss, do islandês Goðafoss, significa Cascata dos Deuses.

Situada na região Nordurland Eystra, no nordeste da Islândia, tem uma altura de 12 metros e uma largura em arco de 30 metros, transportando água do rio Skjálfandafljót, proveniente do glaciar Vatnajökull, e termina na baía Skjálfandi.

O rio Skjálfandafljót, com um comprimento de 180 km, é o quarto maior rio da Islândia e atravessa um campo de lava com mais de 7000 anos de idade.

Islândia: Godafoss, a catarata dos Deuses | Diário do Viajante

Não é de todo das mais altas e poderosas cascatas da Islândia, mas a sua forma em arco semicircular torna-a elegante, bem como a água azul-esverdeada que a reveste.

Godafoss está intimamente relacionada com um dos eventos mais importantes da história islandesa, a conversão para o cristianismo, no ano 1000.

No ano 1000 d.C., Thorgeir Thorkelsson (Þorgeir Ljósvetningagoði), o presidente da lei do Parlamento islandês, que morava na fazenda Ljosavatn, apenas a 2 km da cascata, debatia sobre qual religião deveriam os islandeses praticar, a Religião Nórdica, também conhecida como Paganismo Nórdico, ou o Cristianismo.

Thorgeir, ele próprio sacerdote pagão, decidiu em favor do Cristianismo depois de um dia e uma noite sob meditação silenciosa.

Com esta sua decisão, Thorgeir tornou-se cristão e, quando regressou a sua casa em Ljosavatn, atirou algumas das suas estátuas pagãs na cascata como um ato simbólico da conversão.

ESTE ARTIGO TAMBÉM PODE INTERESSAR  Námafjall, uma paisagem intrigante e surrealista

Como resultado, a cascata passou a ser chamada de Godafoss, a Cascata dos Deuses.

Em 2000, foi construída uma igreja na fazenda Ljosavatn para comemorar 1000 ano de aniversário do cristianismo na Islândia, e encontra-se aberta aos visitantes nos meses de verão.

Islândia: Godafoss, a catarata dos Deuses | Diário do Viajante
Islândia: Godafoss, a catarata dos Deuses | Diário do Viajante

Esta cascata fica a cerca de 50 km a Sul de Húsavik, e o spray de água é visível da Ring Road (Route 1).

Esta cascata pode ser visitada de ambos os lados, sendo o mais utilizado o lado Oeste até porque o parque de estacionamento é maior, e mais próximo da cascata.

Eu apenas fotografei a cascata pelo lado Oeste, mas talvez se tenha melhor perspetiva do lado Este até porque fica numa zona mais alta, no entanto, para lá chegar tem que caminhar um pouco mais, e não consegue chegar tão próximo da cascata em si devido a umas proteções de segurança.

Se tiverem tempo, talvez valha a pena experimentar ambos os lados porque cada um tem as suas vantagens.

Mesmo estando um dia bastante nebulado, a cor azul-esverdeada da água era incrível. Esta deve-se ao facto de serem águas provenientes do glaciar Vatnajökull.

Islândia: Godafoss, a catarata dos Deuses | Diário do Viajante
Islândia: Godafoss, a catarata dos Deuses | Diário do Viajante
Islândia: Godafoss, a catarata dos Deuses | Diário do Viajante

Goðafoss, a Cascata dos Deuses

Diz a história que em 1000 d.C. Thorgeir Thorkelsson deitou aqui nesta cascata estátuas pagãs como símbolo da sua conversão ao cristianismo, dando o nome à cascata (Cascata dos Deuses).

Publicado por Diário do Viajante em Quarta-feira, 6 de Dezembro de 2017

0 comentário

Publicações semelhantes

Deixar um comentário

Envie este artigo a um amigo